No Vale da decisão

Compartilhe -

 

No início do livro de Apocalipse, vemos a figura das Sete Igrejas da Ásia. A cada uma delas Deus direciona palavras de encorajamento e/ou de exortação. Estas igrejas são o retrato da Igreja, demonstram as fases históricas pelas quais a Igreja de Cristo passou e passará, desde o início do Cristianismo, até a 2ª Vinda de Jesus. Voltarei a este assunto em outra oportunidade.

Neste ponto, importa destacar que em Apocalipse 3:14-22 temos a figura da Igreja dos últimos dias:

“E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.”

Em outro ponto da Bíblia, o apóstolo Paulo ainda declara o caráter e a natureza dos homens dos últimos dias:

“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” ( II Timóteo 3: 1-5)

“Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.”(II Timóteo 4:3-4)

“Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; ” (I Timóteo 4:1)

Veja se este não é o cenário dentro e fora da Igreja nos nossos dias? A grande maioria dos que se dizem cristãos não tem o caráter de Cristo, não possui o fruto do Espírito, é ramo que não está de fato ligado à Videira (vide João 15).

A grande maioria tem o caráter dos que estão fora e compartilha dos mesmos valores combatidos por Jesus Cristo.

A Igreja de nossos dias está plena de ensinos e práticas que não exaltam a Deus, mas à criatura. Ela se acha portadora da Verdade, se acha rica e abastada, se acha suficiente a ponto de não precisar de Deus. Ela não sente falta de nada, nem de Jesus. Não busca o Reino de Deus e a Sua Justiça. Busca a sua justiça e o seu reino. Jesus é um mero detalhe…

Mas Deus afirma que ela é pobre, está nua e cega. Precisa de jóias de real valor, precisa de vestes limpas, precisa de colírio para realmente enxergar e ir além de somente ver.

Por isto Deus aconselha que paremos de nos alimentar da mentira vendida pelas Bestas, paremos de comprar no armazém de Satanás, para adquirir o CAMINHO, A VERDADE E A VIDA, adquirir de Deus ouro, vestes e remédio. Jesus é que nos garante todas estas coisas, DE GRAÇA, e com a benção dos Céus!

Veja no verso 10 que Jesus se encontra do lado de fora, batendo, pedindo permissão para entrar. Ele não está mais dentro da igreja, porque sua natureza não lhe permite compartilhar do pecado e rebelião presentes na igreja.

Espírito Santo, fale! Limpe os nossos ouvidos para darmos crédito à Verdade!

Precisamos de líderes que nos ensinem a Verdade, ainda que nossas reuniões se esvaziem, ainda que isto reduza o Ibope, ainda que tenhamos um preço a pagar!

A Primeira Besta seduziu a Igreja para que adorasse outros deuses, mas no tempo certo Deus levantou homens destemidos e cheios do Poder de Deus para promover uma Reforma. Lutero foi um destes homens. Deus interferiu na História para colocar a Igreja de novo no curso e eixo corretos.

Hoje, séculos depois, a Igreja foi novamente contaminada. A Segunda Besta tem seduzido a Igreja para que busque sua própria satisfação, para que cada um entre numa busca implacável pelas riquezas, para que Jesus fique do lado de fora.

Precisamos de uma nova reforma! Precisamos novamente que Deus levante homens e mulheres dispostos a ensinar a Verdade!

Precisamos que Deus interfira novamente na História para nos exortar e corrigir os nossos caminhos…

Ore por isto, clame por isto!

Você, leitor, está imerso no reino das bestas, ou está imerso no Reino de Deus? É hora de decisão. É hora de fazer a escolha correta ao invés de continuar brincando de ser cristão.

O Reino de Deus é o lugar onde Ele está. Jesus está no controle, no centro, e Ele governa. A vontade Dele é o que prevalece. Obedecer a Ele é o que importa. Ter o caráter Dele é o que nos identifica.

A imagem Dele é o que devemos ser. A marca Dele é que devemos ter.

Somente estando imersos no Reino de Deus é que compartilhamos da presença Dele, a verdadeira Paz e a verdadeira Justiça!

Perdoe o leitor se, em algum momento, se sentiu ofendido com o que leu. Não é esta a minha intenção, mas a urgência que este assunto requer não me permite escrever com mansidão, ou “tapar o sol com a peneira”.

“O meu povo tem perecido por falta de conhecimento”. (Oséias 4:6)

Com amor,

Luciane.

© 2014 Frontier Theme