Como nos dias de Jeremias – Parte I

Compartilhe -

Deus tem falado muito em nossos dias, por meio da Bíblia, que é a Sua Palavra, e por meio de seus profetas, grandes e pequenos. Ele tem exortado o seu povo a se humilhar, se santificar, orar e clamar por livramento, porque estamos naquele tempo que a Bíblia chama de “últimos dias”.

Ele tem dito que rejeitou a igreja brasileira porque ela se deixou enlaçar pela idolatria, pelo amor às riquezas e pela prática da imoralidade sexual. Se esquecendo da aliança que um dia teve com o Senhor, ela se afastou da verdade pura e simples do evangelho para ensinar falsas doutrinas que incentivam o homem a buscar a sua própria satisfação, deixando Mamon se assentar no trono. Jesus deixou de ser o seu Deus.

Por isto Ele tem dito que separará o seu povo do meio da Igreja, os filhos de Benjamim do meio de Jerusalém. Ele tem dito que não mais reterá o Juízo sobre o Brasil e sobre a igreja brasileira.

Ao mesmo tempo, temos visto o que tem acontecido nos bastidores da política nacional. Temos visto nossos governantes totalmente envolvidos com a feitiçaria e a corrupção, implantando passo a passo os pilares necessários para o enfraquecimento da nossa democracia, e assim, se perpetuarem no poder:

1-    conquista da presidência;

2-    transformação dos eleitores em clientes;

3-    quebra das empresas nacionais;

4-    redução da burocracia para facilitar a entrada de exércitos estrangeiros.

Temos ouvido atônitos os rumores sobre um plano deste governo, que afirmam que será totalmente implementado logo, talvez durante a Copa. E não acreditamos. Pensamos que as coisas não chegariam a este ponto.

De repente vemos notícias de que o governo contratou 300 mil policiais cubanos para cuidar da segurança do Brasil durante a Copa por causa das manifestações (g17.com.br/noticia/copa/dilma-contrata-300-mil-policiais-cubanos-para-a-copa-do-mundo.html). Ouvimos notícias de que em Moçambique já estão veiculando um comercial do governo africano, no qual afirmam que o exército deles foi contratado para ajudar o Brasil também no período da Copa.

Estranho. Será verdade? Este plano é real?

Quem me conhece sabe que não sou ligada a política, não sou de nenhum partido. Não falo de política, nem discuto política. Mas não posso deixar de compartilhar isto com vocês.

Temos aqui um grupo que se reúne com o propósito de estudar as profecias e buscar ao Senhor. Há algumas semanas fomos por Ele orientados a estudar o livro de Jeremias. Assim, voltamos os nossos olhos para o que Deus disse através deste profeta e Ele, mais uma vez, conseguiu nos surpreender com Sua Palavra!

Nos primeiros capítulos de Jeremias vemos o seguinte cenário:

 “Porque eis que eu convoco todas as famílias dos reinos do norte, diz o Senhor; e virão, e cada um porá o seu trono à entrada das portas de Jerusalém, e contra todos os seus muros em redor, e contra todas as cidades de Judá. E eu pronunciarei contra eles os meus juízos, por causa de toda a sua malícia; pois me deixaram, e queimaram incenso a deuses estranhos, e se encurvaram diante das obras das suas mãos.” (Jeremias 1:15-16)

“Ouvi a palavra do Senhor, ó casa de Jacó, e todas as famílias da casa de Israel; Assim diz o Senhor: Que injustiça acharam vossos pais em mim, para se afastarem de mim, indo após a vaidade, e tornando-se levianos?” (Jeremias 2:4-5)

“Os sacerdotes não disseram: Onde está o Senhor? E os que tratavam da lei não me conheciam, e os pastores prevaricavam contra mim, e os profetas profetizavam por Baal, e andaram após o que é de nenhum proveito. Portanto ainda contenderei convosco, diz o Senhor; e até com os filhos de vossos filhos contenderei.” (Jeremias 2:8-9)

Você percebe como a Igreja segue os mesmos caminhos do povo de Israel? Como caiu nos mesmos pecados?

Veja mais um pouco.

“Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra.
Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja; mas que fareis ao fim disto?”
(Jeremias 5:30-31)

“A quem falarei e testemunharei, para que ouça? Eis que os seus ouvidos estão incircuncisos, e não podem ouvir; eis que a palavra do Senhor é para eles coisa vergonhosa, e não gostam dela. (…) Porque desde o menor deles até ao maior, cada um se dá à avareza; e desde o profeta até ao sacerdote, cada um usa de falsidade. E curam superficialmente a ferida da filha do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz. Porventura envergonham-se de cometer abominação? Pelo contrário, de maneira nenhuma se envergonham, nem tampouco sabem que coisa é envergonhar-se.” (Jeremias 6:10, 13-15)

A Bíblia é sempre atual. Desde os tempos antigos, até hoje, a sociedade continua a mesma. A Igreja continua a mesma. O Juízo de Deus também virá da mesma forma.

“Arvorai a bandeira rumo a Sião, fugi, não vos detenhais; porque eu trago do norte um mal, e uma grande destruição.
Já um leão subiu da sua ramada, e um destruidor dos gentios; ele já partiu, e saiu do seu lugar para fazer da tua terra uma desolação, a fim de que as tuas cidades sejam destruídas, e ninguém habite nelas. Por isto cingi-vos de sacos, lamentai, e uivai, porque o ardor da ira do Senhor não se desviou de nós. E sucederá naquele tempo, diz o Senhor, que se desfará o coração do rei e o coração dos príncipes; e os sacerdotes pasmarão, e os profetas se maravilharão.”
(Jeremias 4:6-9)

“Por isso estou cheio do furor do Senhor; estou cansado de o conter; derramá-lo-ei sobre os meninos pelas ruas e na reunião de todos os jovens; porque até o marido com a mulher serão presos, e o velho com o que está cheio de dias. E as suas casas passarão a outros, como também as suas herdades e as suas mulheres juntamente; porque estenderei a minha mão contra os habitantes desta terra, diz o Senhor.(…) Portanto ouvi, vós, nações; e informa-te tu, ó congregação, do que se faz entre eles! Ouve tu, ó terra! Eis que eu trarei mal sobre este povo, o próprio fruto dos seus pensamentos; porque não estão atentos às minhas palavras, e rejeitam a minha lei.” (Jeremias 6:11-12, 19)

 “Assim diz o Senhor: Eis que um povo vem da terra do norte, e uma grande nação se levantará das extremidades da terra. Arco e lança trarão; são cruéis, e não usarão de misericórdia; a sua voz rugirá como o mar, e em cavalos virão montados, dispostos como homens de guerra contra ti, ó filha de Sião. Ouvimos a sua fama, afrouxaram-se as nossas mãos; angústia nos tomou, e dores como as de parturiente. (…) Todos eles são OS MAIS REBELDES, andam murmurando; são duros como bronze e ferro; TODOS ELES SÃO CORRUPTORES. (Jeremias 6:22-24, 28)

Sabemos que estas palavras originalmente foram ditas a respeito de Jerusalém e da destruição que veio através da Babilônia. Muitos hebreus foram mortos, muitos foram levados como escravos, suas cidades foram destruídas, seus bens foram tomados.

No entanto o Senhor tem dito que se cometemos os mesmos pecados, passaremos pelo mesmo Juízo, a não ser que nosso coração seja quebrantado, nossos valores mudem, nossa vida volte a ser verdadeiramente do Senhor.

Será coincidência quando Jeremias fala que eles (os que vem para a batalha contra o povo de Deus) são os mais rebeldes? Ou quando fala que todos eles são corruptores? Isto não te lembra a ideologia dos que estão no governo?

Amigo, tenho experiência suficiente para te dizer que não, não é coincidência, Deus não tem palavras inúteis, receba a instrução do Senhor!

Os que ouvirem a exortação serão salvos e receberão livramento.

Fugi para salvação vossa, filhos de Benjamim, do meio de Jerusalém; e tocai a buzina em Tecoa, e levantai um sinal de fogo sobre Bete-Haquerém; porque do lado norte surge um mal e uma grande destruição. À formosa e delicada assemelhei a filha de Sião. (…) Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas(…) Assim diz o Senhor: Eis que um povo vem da terra do norte, e uma grande nação se levantará das extremidades da terra. Arco e lança trarão; são cruéis, e não usarão de misericórdia; a sua voz rugirá como o mar, e em cavalos virão montados, dispostos como homens de guerra contra ti, ó filha de Sião. Ouvimos a sua fama, afrouxaram-se as nossas mãos; angústia nos tomou, e dores como as de parturiente. Não saiais ao campo, nem andeis pelo caminho; porque espada do inimigo e espanto há ao redor. Ó filha do meu povo, cinge-te de saco, e revolve-te na cinza; pranteia como por um filho único, pranto de amargura; porque de repente virá o destruidor sobre nós. Por torre de guarda te pus entre o meu povo, por fortaleza, para que soubesses e examinasses o seu caminho. todos eles são os mais rebeldes, andam murmurando; são duros como bronze e ferro; todos eles são corruptores.” (Jeremias 6:1-2, 16, 22-28)

A profecia bíblica é a história contada antecipadamente. Como diz 2 Pedro 1:19, ela é como uma lanterna que tem que ser colocada à nossa frente para que possamos ver o que vai acontecer, os perigos do caminho.

Pense sobre estas coisas. Peça instrução ao Senhor para que esteja preparado. É tempo de Juízo e o Juízo começa na Casa de Deus. Que Ele tenha misericórdia de nós.

Quando vejo os fatos do dia-a-dia, o mal sutilmente ganhando espaço, as notícias se conformando com o que diz a profecia, preciso parar e refletir no que diz a Palavra de Deus. Aprendi este raciocínio com anos de estudo da Bíblia e com o site “www.espada.eti.br”, a quem muito agradeço pela instrução.

Isto me motivou a fazer o “existeumachave.com”, que dá ênfase à interpretação das profecias pela própria Palavra, para que você entenda as entrelinhas das notícias e a instrução seja completa.  Assim o corpo de Cristo vai sendo edificado pela multiforme sabedoria de Deus, cada um contribuindo com o dom que Dele recebeu.

Com amor,

Luciane.

© 2014 Frontier Theme