Projeto Jordão – 02/08/14 – O engano espiritual dos Últimos Dias

Compartilhe -

Já vimos que fomos chamados para sermos atalaias. Vimos ontem o exemplo de um atalaia (João Batista), bem como qual era o centro da mensagem dele: o arrependimento e preparação para a vinda do Senhor.  Agora estamos prontos para conhecer o engano espiritual dos Últimos Dias, o principal a ser combatido pelos atalaias.

Vamos começar fazendo uma rápida análise de uma profecia que nos permitem identificar quem é a primeira besta, a Besta que sobe do mar, a primeira descrita em Apocalipse 13:1-8.

“1 Então vi subir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças nomes de blasfêmia… e o dragão deu-lhe o seu poder e o seu trono e grande autoridade. 2E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés, como os de urso, e a sua boca, como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio. 3E vi uma de suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta. 4E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela? 5E foi-lhe dada uma boca para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para continuar por quarenta e dois meses. 6E abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu. 7E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda tribo, e língua, e nação. 8E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.”

 Aplicando a Chave, vou lhe mostrar as suas principais características.

Primeira característica:

A palavra “besta” vem do grego therion, que significa um poder, um reino. É a mesma palavra contida em Daniel 7: 23. Lá, a tradução para therion é literalmente reino.

Segunda característica:

“E adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.” (Apocalipse 13:08).

Este não é apenas um poder político, mas também religioso. Ele exige adoração e a obtém.

Terceira característica:

Este é um poder mundial.

“Toda a terra se maravilhou, seguindo a besta,” (Apocalipse 13:03).

Quarta característica:

A besta tem nomes de blasfêmia, conforme Apocalipse 13:01. Mas o que é blasfêmia? Vejamos o que diz a Bíblia.

O texto de João 10: 32-33 nos mostra os judeus querendo apedrejar Jesus. Nesta ocasião, Ele lhes perguntou a razão e eles disseram:

“Não é por nenhuma obra boa que vamos apedrejar-te, mas por blasfêmia; e porque, sendo tu homem, te fazes Deus.”

Então, blasfêmia é um homem dizer ser Deus. Claro que Jesus não blasfemou, porque Ele é Deus. Mas esta afirmação, vindo de qualquer outra pessoa, é blasfêmia.

Agora veja Marcos 2: 5-11. Este texto nos conta a história de como um homem paralítico queria entrar na casa em que Jesus estava, mas esta estava muito cheia. Ele persuadiu seus amigos a carregá-lo para o teto da casa e o quebraram, então pôde ser levado para baixo, onde Jesus estava ensinando. Então Jesus disse a ele, “Filho, perdoados são os teus pecados.” Os religiosos pensaram:

“Porque fala assim este homem? Ele blasfema. Quem pode perdoar pecados senão um só, que é Deus?”

Extraímos deste trecho que blasfêmia para os judeus também é alguém dizer que tem o direito de perdoar pecados dos homens.

Verifique que a respeito da besta é dito em Apocalipse 13: 01 que tinha “sobre suas cabeças nomes de blasfêmia.

OU SEJA, OS LÍDERES DESTE PODER VÃO AO MESMO TEMPO DIZER QUE SÃO DEUS NA TERRA, E VÃO RECLAMAR PARA SI O DIREITO DE PERDOAR OS PECADOS DOS HOMENS!

Quinta característica:

Agora o mais incrível vem a seguir. Para não deixar dúvidas na identificação deste poder, além de dar todas as características que já listamos, Deus ainda olhou para o globo terrestre e apontou para a exata localidade em que está, o local onde este poder se assenta!

A Bíblia diz em Apocalipse 17:9:

“As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada;”

Ou seja, esta besta (poder, reino), sob a qual a mulher está assentada (igreja fora dos padrões de Deus, cheia de idolatria), está assentada sobre sete montes.

Que montes são estes? Capitalino; Esquilino; Palatino; Aventino; Viminal; Quiminal; e Celle. Aonde estão? Em Roma.

O que vimos até aqui é suficiente para entendermos com clareza que o poder chamado de “Besta que sobe do mar” é o Papado. É o engano espiritual dos Últimos Dias.

Neste ponto, já estamos prontos para analisar Mateus 24:1-5.

“E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo. Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada. E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.”

Note que os discípulos perguntam a Jesus quando sucederiam “estas coisas”. A que coisas se referem? À destruição do templo e de Jerusalém. Então, os discípulos estavam querendo saber quando e que sinais haveriam da destruição da qual Jesus falara. Também percebemos que os discípulos só conseguiam imaginar a possibilidade de Jerusalém ser destruída quando Jesus voltasse, o que era um entendimento errado. No entanto, uma vez que atrelavam a época da destruição do templo com os últimos dias, Jesus responde aos discípulos tratando das duas coisas: fala da destruição do templo (futuro breve) e dos últimos dias (futuro longínquo).

Você pode fazer uma primeira leitura do texto é extrair isto da sua literalidade. Esta destruição literal daquele templo aconteceu em 70 DC, pelo exército romano. Mas se fizer uma leitura utilizando a CHAVE (versículo interpreta versículo) vai encontrar aqui algo muito mais profundo.

Este trecho mostra Jesus falando a um grupo seleto de pessoas: os discípulos. Eles estavam no templo e quando iam saindo, apreciando a estrutura do templo, começaram a indagar sobre o tempo em que aquele templo seria destruído (algo que já havia sido anunciado pelos profetas).

O que simboliza o templo? Quem a Palavra afirma que é o templo do Espírito Santo? 1 Coríntios 6:19 ensina:

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?”

Aplicando a CHAVE, vemos que o templo são as pessoas que tem Jesus. Organizados numa estrutura este templo é a IGREJA, o conjunto de todas as pessoas que professam a fé em Jesus.

Quando Jesus responde à pergunta dos discípulos sobre a destruição daquele templo literal, Jesus também estava falando do processo de destruição da IGREJA CRISTÃ que começaria logo em seguida à primeira vinda!

E Jesus pergunta: “Não vedes tudo isto?” Jesus aponta para aquela IGREJA estruturada sobre CRISTO, fundada na ROCHA que é Jesus, Igreja que ele estava inaugurando com a sua primeira vinda e afirma: “Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.”

Jesus profetiza que a IGREJA CRISTÃ seria derrubada! Quem são estas pedras que seriam derrubadas? 1 Pedro 2:5 responde:

“Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.”

As pedras são os cristãos!

Jesus, naquele início do Sermão Profético continua dizendo o seguinte, Mateus 24:5:

“Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.”

O primeiro aviso dado aos discípulos naquele sermão sobre o que aconteceria no “fim” do mundo foi para tomar cuidado com o engano que estava por vir. Jesus falava da devastação que o ENGANO da primeira besta iria trazer ao CRISTIANISMO! Jesus estava falando que os cristãos seriam levados a acreditar em uma mensagem falsa sobre Cristo.

E não é isto mesmo que o Papado fez e continua fazendo?

A história nos conta que após a primeira vinda a Igreja já começou a ser perseguida. Os cristãos tiveram que fugir e passaram a ser conhecidos como OS DO CAMINHO. Foram presos, torturados e mortos pelos imperadores romanos. E continuaram crescendo e se multiplicando apesar das perseguições, até que em 313DC Constantino chega ao poder e adota uma estratégia malignamente inteligente. Ele se aproxima da Igreja, faz cessar a perseguição e acolhe a todos dentro da Igreja, que passa a ser dirigida pelo Estado. Com o passar do tempo, cria-se uma hierarquia religiosa, criam a figura do Papado (538DC), as heresias vão encontrando lugar, o povo se afasta da Palavra de Deus, a ponto de aceitar a liderança de um homem que diz ser Deus na Terra e diz que tem poder para perdoar pecados. O Papado começa a reinar e governar a Igreja Cristã. O ENGANO DERRUBA AQUELA IGREJA!

Assim como Jesus, Paulo também profetizou sobre o ENGANO. Em 2 Ts 2:3-4,7:

“3 Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição, 4 aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus, apresentando-se como Deus. 7 Pois o mistério da iniquidade já opera; somente há um que agora o detém até que seja posto fora;”

A referência é à volta de Jesus; isto é, Paulo diz que Cristo não voltará sem que antes ocorra a apostasia, cujo resultado é o aparecimento do poder denominado de “homem da iniquidade” e “filho da perdição”.

Apostasia é o afastamento da verdade; portanto, a Igreja de Cristo deveria experimentar um declínio espiritual. Isso resultaria no surgimento da besta que se estabeleceria no santuário de Deus.

Paulo não está falando aqui de um templo literal, mas do próprio Cristianismo. Vejamos o que ele escreveu em Efésios 2:20 e 21:

“Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo Ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; no qual todo edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor.”

Assim, Paulo estava prevendo que uma apostasia generalizada promoveria o advento de um poder que se estabeleceria dentro da própria Igreja Cristã, querendo ocupar a posição de Deus na terra.

VAMOS AGORA VOLTAR PARA 1 PEDRO 2:1-9. JESUS, NO SERMÃO PROFÉTICO ABRIU CAMINHO PARA QUE A GENTE ENTENDA OUTRA COISA IMPORTANTE NA PREPARAÇÃO PARA A VINDA DE JESUS.

“Deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo; Se é que já provastes que o Senhor é benigno; E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo. Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido. E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram, essa foi a principal da esquina, E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados. Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”

Na preparação para a vinda de Jesus, precisamos deixar todo o engano e desejar nos alimentar do leite racional, do alimento verdadeiro, somente por meio dele vamos continuar crescendo, para sermos edificados como casa de Deus. Quem for edificado em cima da pedra angular, não será confundido na vinda de Jesus! Será um atalaia!

© 2014 Frontier Theme